Que material preciso para trabalhar com Papelaria personalizada?

Que material preciso para trabalhar com Papelaria personalizada?

Então, 2018 chegou! Que tal trabalhar com papelaria personalizada?

Com a virada de ano vem aquele suspiro profundo e a vontade de recomeçar, não é? Vocês também estão com a cabeça pipocando de ideias? O melhor a fazer é traçar a estratégia, definir os objetivos e colocar o plano em prática o quanto antes.

Sendo assim, para você que tem na cabeça a ideia e no coração o desejo de começar a trabalhar com papelaria personalizada, organizei um mini check-list dos materiais e equipamentos básicos para te ajudar a organizar o início do seu negócio criativo ou hobby.

Trabalhar com Papelaria personalizada: os materiais básicos

Computador: 

Para trabalhar com CURSO DE PAPELARIA PERSONALIZADA é necessário um que tenha um bom processador para rodar programas de edição gráfica.

Programa de edição gráfica de sua preferência: a Silhouette América disponibiliza um software para download gratuito e sem mensalidade, o Silhouette Studio. Fácil de usar e em português.

Impressora:

Se você deseja fazer poucos projetos, aquela impressora de uso doméstico te atenderá super bem. Mas, se você almeja atender clientes e ter um volume de trabalho maior, recomendo uma impressora jato de tinta com tanque ou à laser.

Papéis: existem inúmeras opções de papéis nacionais e importados no mercado, mas os básicos são:

papelaria personalizada
Papelaria Personalizada

Offset 180g ou 240g (quanto maior a gramatura, mais espesso o papel)

Glossy brilho ou matte (conhecido como papel fotográfico e existe a opção adesiva)

Vergê 180g (diversas cores)

Color plus 180g (diversas cores)

Couchê (somente para impressoras à laser)

Régua de metal

Colas: cola livre de ácido (esta cola não mancha os papéis)

Cola quente em bastão

Cola de silicone

Cola em bastão

Fita dupla face

Fita banana

Tesoura

Estilete

Lápis e caneta

Furadores, caso não faça uso de uma plotter de recorte.

Itens para decoração e acabamento como fitas, pedras, botões, apliques etc.

Plotter de recorte, se desejar.

É claro que este check-list pode sofrer alterações de acordo com o trabalho que você irá desenvolver, por isso a importância do planejamento, a definição do seu estilo de trabalho e o conhecimento do seu público-alvo.

Como vender?

Você pode criar um site para usá-lo como portfólio de seus produtos, hoje em dia varias plataformas oferecem serviços gratuitos, e mesmo que você não tenha experiencia na criação de sites, muitos deles são programas de muita facilidade no manuseio.

Entre em alguns grupos no Facebook para que você possa oferecer seus produtos, em alguns deles é possível conseguir Curso de Kit Digital e aprender ainda mais. Você pode criar também uma Pagina e assim ter seus próprios clientes e fans.

Bom é isso, até o próximo artigo!

 

Deixe um comentário